Sobre a Coordenação Setorial de Acessibilidade Sobre a Coordenação Setorial de Acessibilidade

As atividades do Núcleo de Acessibilidade (NACE) da UFPE e suas Unidades Setoriais foram regulamentadas pela Portaria Normativa 04/2016. Esta portaria instituiu o Núcleo de Acessibilidade como unidade vinculada ao Gabinete do Reitor.

O NACE é regido pela Portaria Normativa 40/2020, que aprovou a nova estrutura regimental do Gabinete do Reitor. Com isso o NACE também passa a contar com nova estrutura organizacional que visa a otimização dos serviços ofertados aos seus usuários.

A Unidade Setorial de Acessibilidade do Centro Acadêmico de Vitória da Universidade Federal de Pernambuco está vinculada  ao Núcleo de Acessibilidade da Universidade Federal de Pernambuco. Tem por finalidade apoiar e promover a acessibilidade aos estudantes e servidores com  deficiência, mobilidade reduzida, transtorno funcional específico da aprendizagem, transtorno global do  desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação, com deficiência nas áreas auditiva, visual, física, intelectual ou múltipla; com transtorno do espectro autista (TEA); com altas habilidades/superdotação; com transtorno específico da aprendizagem: dislexia, discalculia, disortografia, disgrafia e transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e com mobilidade reduzida, de acordo com a Resolução nº 11/2019 na qual dispõe sobre o atendimento em acessibilidade e inclusão educacional na   Universidade Federal de Pernambuco.

 

A Unidade Setorial de Acessibilidade tem como objetivo:

I - atuar em consonância com as diretrizes emanadas do NACE/UFPE;

II - promover a inclusão, a permanência e o acompanhamento de pessoas com deficiência e necessidades  específicas, nos diversos níveis de ensino oferecidos por este Centro;

III - articular-se intersetorialmente frente às diferentes ações já executadas a nível Central;

IV - promover novas ações voltadas às questões de acessibilidade e inclusão educacional, nos eixos da  infraestrutura, comunicação e informação, ensino, pesquisa, inovação, extensão e cultura;

V - oferecer Atendimento Educacional Especializado (AEE), a partir de uma equipe multidisciplinar,  voltado para seu público-alvo;

VI - constituir parcerias com entidades governamentais e sociedade civil organizada, cujos objetivos  tenham relações diretas com as suas finalidades;

VII - colaborar na formulação das propostas de ações estratégicas na área da inclusão educacional e  acessibilidade